Caldinho de feijão


Tem milhões de receitas de caldinho de feijão por aí pela internet, com vários pedaços de vários tipos de carne, e otras cositas mas.

Esse aí eu fiz assim: coloquei 5 xícaras de feijão pra cozinhar na pressão com bastante água, um pedaço de 200g de charque em pedaços e 2 folhas de louro.

Amoleceu, tira o louro, bate tudo no liquidificador, reserva.

Refoga num panelão: cebola, tomate sem semente, pimentão, linguiça calabresa (usei 1) picada em cubinhos sem a pele, 1 pedaço de bacon pequeno picado em cubinhos também. Doura bem até ficar crocante.

Acrescenta o feijão batido reservado, abaixa o fogo e coloca a tampa sem fechar totalmente. Os ingredientes vão trocar os sabores entre si, vão se misturar e virar um caldinho grosso e delicioso.

Apaga o fogo, acrescenta bastante cheiro verde e, se quiser, ovo de codorna cozido (fica MUITO bom).

Um conselho: ou você faz como me ensinou a Pérola – deixa o feijão de molho por 48 horas (isso mesmo!) antes de cozinhar ou simplesmente relaxa e avisa o pessoal de casa que vai ter show de fogos de artifício. Não verão as luzes, mas o barulho será igualzinho, hehehe…

Eu fiz esse caldinho pro jantar, coisa que também não aconselho muito, por motivos óbvios. Imagina aí a mistura bombástica de feijão+ovo.

Ok, já ficou muito nojenta essa conversa, o que ofende um post com fotos tão lindas que deixaram esta que vos fala toda orgulhosa de suas habilidades foto+bloguísticas.

Bom feriadão, pipous!