Ovos Orsini


Esses ovos já andavam há tempos na minha memória desde que a Angelita me falou deles. É uma receita muito chique, fácil, gostosa… tipo assim, é TUDO. Mas além disso, ela revela que Monet (sim, o pintor famoso) era um grande apreciador da boa comida, uh la la! Essa receita é de um livro chamado À mesa com Monet, com receitas adaptadas de cadernos do pintor com relatos sobre os almoços que ele oferecia com sua família aos seus amigos.

Você pode fazer uma porção maior, com quantos ovos quiser, ou porções individuais pra arrasar na chiquesa. Seja como for tudo o que você tem a fazer é:

  1. Untar uma fôrma/ramequim
  2. Separar as gemas das claras (deixe as gemas dentro da casquinha separada, não misture com as outras)
  3. Bater as claras em neve (quando estiver em ponto de neve, coloque um pouco de sal)
  4. Colocar as claras na fôrma/ramequim, fazer furinhos e nos furinhos despejar as gemas
  5. Temperar com pimenta do reino
  6. Cobrir com parmesão ralado ou outro queijo de sua preferência
  7. Colocar um tiquinho de manteiga em cima
  8. Levar ao forno pré-aquecido a 180º por 30 minutos ou até que esteja dourado como na foto

Não é o máximo? O melhor de tudo foi que na mesma hora em que eu preparava esses ovos da Angelita, ela estava preparando o meu Pão de milho. Eu em Recife, ela em São Paulo. Embora distantes, fomos unidas naquela noite. Pelo garfo e pela fome =)