Broa de fubá


Algumas vezes bato os olhos em uma receita boa e corro para prepará-la. Outras eu guardo na memória e fico esperando a ocasião certa, o momento propício – que geralmente tem a ver com a companhia de alguém querido. Essas broinhas estavam há muito tempo esperando as pessoas certas estarem reunidas, em uma tarde gostosa e faladeira para saírem da intenção para o forno, e do forno para a mesa. Com um belo café do lado, é claro.

A receita é da Heloísa Bacellar e eu a vi na revista Casa e Comida. A chef explica que acrescentou polvilho doce na massa para que ela ficasse úmida por dentro, e crocante por fora, e a parte que eu mais gostei foi a hora de modelar as broinhas, parece mais uma brincadeira, prestenção:

  • 1 xic de fubá mimoso (o fininho)
  • 3/4 de xíc de polvilho doce
  • 1 xícara  e 3/4 de água
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1/4 de xícara de óleo
  • 1 colher de chá de sal
  • 1/2 colher de chá de semente de erva-doce
  • 2 ovos
  • 1 colher de chá de fermento
  1. Unte uma assadeira com manteiga e reserve
  2. Unte uma xícara com manteiga e polvilhe fubá, reserve
  3. Misture o polvilho com o fubá em uma tigela e… reserve =)
  4. Junte em uma panela a água, óleo, açúcar, sal e a erva-doce, deixe ferver e misture tudo
  5. Acrescente a mistura de fubá+polvilho e mexa vigorosamente até virar uma bola que solte do fundo da panela
  6. Vire a massa na tigela da batedeira e espere 10 minutos para que ela esfrie um pouco, depois bata a massa acrescentando os ovos, um a um e o fermento
  7. Pegue porções de massa com o auxílio de duas colheres de sopa e coloque dentro da xícara, faça movimentos circulares para que a massa vá tomando forma de broa

Aí é só transferir as broinhas para a assadeira e levar ao forno pré-aquecido por 30 minutos ou até que 

estejam douradas e sequinhas.

Elas ficam melhor ainda depois de frias, então segura a onda e espera um pouco que vale a pena =)

Agora dá licença que eu vou comer mais uma broinha nhammmm!

P.S.: Obrigada pelos comentários carinhosos que vocês deixaram, gente, vocês moram aqui ó <3 <3 <3