No vapor


Gente, diz que não sou só eu que estou sofrendo pra entrar na linha nesse início de ano? Afe…

E olha que eu nem saí da linha tanto assim, mas tá difícil voltar para a minha alimentação regradinha, levinha, caminhada e etc. Mas vamo que vamo né, afinal de contas, a luta continua, companheiras!

Esse trucão eu aprendi com uma amiga no meio de uma conversa dela com outra pessoa (coisas de twitter), e ela nem sabe que, desde então, eu só cozinho meus legumes assim: da forma tão fácil, simples e gostosa que ela, sem saber/querer, me ensinou.

Não é só questão de cozinhar no vapor, é sair da panela direto pro seu prato sem nenhum trabalho, ó que massa: na hora de cozinhar o legume, você já rega com um fio de azeite, tempera com sal e pimenta do reino, mistura tudo, coloca no vapor e espera o tempo de cozimento normal. Quando estiver no ponto, é só servir. Sem precisar refogar, saltear, temperar… Nada! E o tempo que fica ali cozinhando, os temperos se misturam e penetram no legume, ficando com um sabor maravilhoso =)

Nesse dia aí da foto eu experimentei com repolho, e a dica do marido foi colocar gengibre ralado: delícia! Mas já fiz cenoura, batata, couve flor, brócolis e tudo ficou muito, mas muito gostoso.

“Isso, Juliana, ficou uma delícia, lembra? Lembra que você tava comendo tudo direitinho antes das confras, ceias e etc? Agora volta, minha filha, volta que, pra pular do 42 pro 46 é rápido…”

É sério, preciso de ajuda, gente… Comé que faz pra esquecer o plano diabólico de comprar panetone em promoção e acabar com tudo hein?! Hein?! Hellllp!