Farofa de tapioca e a jaca do ano


Vocês sabem que quase não rola resenha de restaurante por aqui né? Mas na verdade é bem raro eu comer fora. Como a gente é liso não tem muito tempo, acaba deixando para ir em ocasiões especiais, sabe? Quando finalmente atingi minha meta (-15kg uhuuu) me dei de presente um almoço com tudo o que eu tinha direito. T-U-D-O. E o restaurante escolhido foi o Capitão Lima, que dispensa apresentações, mas que não podia deixar de aparecer aqui no blog. Quem já conhece vai concordar comigo, e quem ainda não conhece, tem obrigação de conhecer: ambiente agradabilíssimo, atendimento excelente, preços totalmente justos e a comida… Ah a comida. Basta dizer que você pode escolher de olhos fechados qualquer coisa, tudo será delicioso. De verdade. Sou simplesemente fã do Chef Rafael Chamié =)

Às vezes isso vira até um problema, porque fico na maior indecisão na hora de fazer o pedido, só que quando vi lá no instagram do restaurante um prato da casa que levava ~farofa de tapioca~ instantaneamente minhas lombrigas começaram a se revirar. Eu tinha que conferir esse negócio e lá fui eu, marido e filhote:

De entrada pedimos chips de batata doce (nosso vício) super fininha e crocante, perfeita! E um tropeirinho de azuki que minha gente, eu comeria um balde, afe.

Daí o chef mandou este mix de entradinhas pra fazer um agrado que eu acho que não tem no cardápio nesta apresentação, tava tudo uma delícia, mas quem avisa amigo é: peçam qualquer prato que tenha estas batatinhas com manteiga marrom. Peçam mesmo.

Finalmente chegou a hora do prato principal e eu me joguei no camarão da terra que vem com leguminhos, banana comprida, muito muito bom. De acompanhamento vem quibebe (que é um purê de jerimum delícia), arroz da terra e… tan-dam: farofa de tapioca!

Eu amei esta ideia gente! Nada mais é do que uma tapioca esfareladinha, tostada na frigideira com cebolinha picada e manteiga. Totalmente reproduzível em casa, né? Dá um toque todo especial ao prato e vira um acompanhamento simples de fazer só que cheio de glam =)

O marido pediu um pernil de carneiro com batata sauté e rubacão. Pra quem não conhece, rubacão é um prato típico da Paraíba, parece um baião de dois super incrementado e cremosinho. O pernil estava simplesmente divino: crocante por fora e desmanchando por dentro. Eu digo eu estava tudo delícia porque é óbvio que eu provei tudo do prato dele também hohoho.

Aí vem a hora da felicidade suprema: a sobremesa. Como sempre, pedi o bolo quente de chocolate com sorvete e quis me matar por não ter tirado uma foto dele por dentro, porque é apenas um atentado ao pudor. Eu até tento pedir outra coisa, mas não consigo gente, é muito muito muito bommm! Só que escolhi a sobremesa do marido também com segundas intenções, é claro, assim acabo provando as duas que gosto hahaha. Pra ele pedi um pudim de leite sobre bolo de canela, que vem com uma caldinha quente de café, e passei bem de novo, afeeeee que delícia.

Depois de tudo isso só resta o ~pede a conta e passa a régua~+ cafézinho e simbora pra casa jiboiar feliz da vida né? E arrotar tropeirinho de azuki o resto da tarde também =)

Antes que me perguntem, o restaurante fica na Rua do Lima, 102, Santo Amaro. Fica aberto de segunda a sábado apenas para almoço. Tem fan page com as novidades do cardápio e pra quem gosta de sofrer vendo foto de comida, tem o perfil do restaurante no instagram também.

Então, foi ou não foi a jaca do ano? Porque se é pra sair da dieta, tem que valer muito a pena néam?!

Boa quarta feira gente!