Minha cuscuzeira quebrou


Primeiro quebrou o pitoco da tampa. Depois a alça de um lado. Depois a outra. Não teve jeito, era hora de me despedir da minha companheira de luta.

Mas eu não podia ficar sem meu cuscuz. Coloquei o flocão pra hidratar ná água e sal, e quando já estava bem molhadinho misturei também uns cubinhos de queijo coalho. Coloquei em ramequins untados com um pouquinho de manteiga e empacotei em papel manteiga. Virei tudo na panela a vapor (leia-se: panela com água em baixo e o escorredor de macarrão em cima), tampei e quando o cheiro avisou que estava pronto, desenformei. Sem deixar, claro, de colocar uma rapada de faca generosa de manteiga só pra vê-la derretendo na minha frente….

Boa terça-feira =)

Sobre o preparo de cuscuz, leia esse post.