Suflê de jerimum – ou abóbora


Dia desses fiz um camarão na moranga (aguardem que semana que vem eu posto) e depois que retirei a tampinha do jerimum, olhei pra ela e pensei: vai virar suflê. O que eu não sabia é aquela simples tampinha ia virar um suflê tão úmido, tão gostoso, e tão moreninho. Viram a cor linda que ele ficou?

Para prepará-lo você vai precisar de:

  • 4 ovos (gemas e claras separadas)
  • 1 colher de manteiga
  • 1/2 xícara de leite
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 2 xícaras de jerimum cozidos e cortado em cubos
  • Sal, pimenta e noz moscada à gosto
  • 2 colheres de sopa de parmesão ralado
  1. Derreta a manteiga em uma panela e em seguida junte a farinha mexendo bem 
  2. Junte o leite e mexa até virar um creme grosso, apague o fogo
  3. Junte as 4 gemas e misture bem para que não cozinhem, tempere com sal, pimenta e noz moscada
  4. Agora você tem três opções: 1. esmagar o jerimum com um garfo e misturar ao creme de ovos, 2. passá-lo na peneira e misturá-lo ao creme e ovos, ou 3. bater o jerimum cozido com o creme no liquidificador ou mixer – sua preguiça de lavar mais louça depois é que vai dizer qual das três opções você vai escolher, mas é claro que batendo no liquidificador vai ficar tudo mais lisinho e homogêneo
  5. Bata as claras em neve e misture delicadamente à mistura de ovos+jerimum
  6. Por último misture o parmesão ralado
  7. Despeje o suflê em uma fôrma untada e enfarinhada e asse em forno pré-aquecido a 180 graus até firmar no centro (não abra o forno!) 

E vamo que vamo, que depois de dois dias de receita pra formiga, a gente merece uma quarta leve hein?

P.S.: desculpa aí a beirada da fôrma cheia de farinha, mas sabe como é né, eu tinha que escolher entre limpar a fôrma pra foto sair bonitinha, ou pegar a foto do suflê ainda lindão antes de murchar…