Gravlax


Salmão é salmão, né gente. Tudo com ele fica bom, e ele fica bom de todo jeito.

Mas eu prefiro o sabor dele cru. Não curto muito grelhado, assado e etc. Acho que perde a delicadeza, sabe?

Porém, eu já tinha visto algumas vezes por aí a receita de gravlax e fiquei curiosa pelo fato do preparo ser tão simples e ser um intermediário entre o salmão cru e o cozido/assado. Parece até o defumado, só que bem melhor.

Então tudo o que você vai precisar é de:

  • 1 peça de salmão de 1kg aproximadamente e com pele (comprei congelado, descongelei conforme as instruções da embalagem)
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1/2 xícara de sal
  • Endro (eu só tinha o seco)
  • 2 colheres de sopa de conhaque
  • Pimenta do reino
  1. Misture o açúcar com o sal
  2. Abra um pedaço de papel filme em uma bancada do dobro do tamanho do seu salmão e forre com metade da mistura de açúcar e sal
  3. Coloque o salmão sobre a mistura
  4. Verifique com a ponta dos dedos se há alguma espinha na peça e retire com ajuda de uma pinça (na minha não tinha)
  5. Espalhe sobre a superfície do salmão o conhaque
  6. Tempere com pimenta e endro e em seguida cubra com o restante da mistura de açúcar e sal
  7. Enrole o peixe com o papel filme – é importante que ele fique todo bem coberto (eu dei várias voltas até ficar bem apertadinho)
  8. Guarde o seu peixe por três dias na geladeira com um peso em cima (eu usei um refratário) e depois desse tempo, retire o papel e limpe a superfície
  9. Para servir o gravlax, corte fatias muito finas (as minhas ficaram grossas ainda, sorry) e sirva acompanhado de torradinhas

Importante: Na hora de levar seu gravlax para a geladeira, é necessário fazer furinhos na parte de baixo do papel filme (a parte da pele) e colocá-lo em uma assadeira forrada com papel toalha, que precisará ser trocado de 6 em 6 horas. Como eu não quis ter esse trabalho, coloquei o peixe sobre uma grade, e esta sobre uma assadeira, então nem precisei ficar trocando.

É claro que existem receitas mais puristas de gravlax, que é de origem nórdica, mas eu fiz a receita mais simples que encontrei e posso dizer que é simplesmente PERFEITO. E apesar da sugestão de servir acompanhado de torradas, eu usei no couscous marroquino, em saladas, como recheio de sanduíche, e adorei em tudo. Durou uma semana na geladeira, lindo.

Outro detalhe importante: Eu gastei nessa peça de 900g, uns R$ 20,00. O preço que pagaria em duas bandeijinhas de salmão defumado, que rendem míseras 200g.

Então aqui faço minha primeira promessa para 2012: comprar salmão defumado? No more!