Torta de frango sem segredos


Há quem desista de uma torta pelo trabalho e sujeira que a massa, teoricamente, impõe à(ao) cozinheira(o). Também não vou dizer aqui que ela é a coisa mais fácil do mundo, mas digamos que esta versão vale cada minuto de investimento =) Até porque a massa é um trucão, e o recheio você pode fazer do que quiser: frango, palmito, carne, queijos… Se animou? Pro recheio de frango, você vai precisar de:

  • 1 peito de frango com osso
  • Suco de 1 limão
  • Sal e pimenta à gosto
  • 1 dente de alho picado
  • 1 cebola pequena picada
  • 2 colheres de sopa de extrato de tomate
  • 1 lata de ervilha em conserva
  • 2 colheres de farinha de trigo
  • Azeite/óleo para refogar
  1. Tempere o frango (sem a pele) com o suco de limão, sal e pimenta à gosto, cubra com papel alumínio e leve para assar por 45 min em forno a 180 graus (há quem prefira cozinhá-lo, mas assado ele fica muito mais gostoso)
  2. Desfie o frango e refogue no azeite com o alho e cebola
  3. Junte o extrato de tomate, acerte o sal se necessário
  4. Escorra a ervilha mas reserve a água da conserva
  5. Junte a ervilha ao refogado e deixe os sabores apurando por mais 5 minutos
  6. Acrescente a farinha de trigo na água da conserva, batendo bem com um garfo
  7. Junte a água com farinha ao refogado, incorpore tudo e apague o fogo (a farinha deixa o recheio cremoso)

Para a massa:

  • 500g de farinha de trigo
  • Aproximadamente 1 e 1/2 xícara de maionese (pode ser mais, pode ser menos, dependendo da marca que você vai usar)
  • 1 gema de ovo batida
  1. Despeje a farinha em uma fôrma de aro removível, junte a maionese aos poucos até que forme uma massa fácil de modelar e que desgrude das mãos
  2. Divida a massa ao meio, com uma das metades, forre o fundo e as laterais da forma, faça furos com o garfo
  3. Distribua o recheio e cubra com o restante da massa*, apertando bem as laterais, faça furinhos com um garfo na cobertura também
  4. Pincele com a gema e leve para assar em forno pré-aquecido a 180 graus até que a torta esteja douradinha

Quem quiser uma massa com textura de empada (aquela que desmancha na boca), pode usar a maionese Liza Caseira, até pra fazer empadinha, fica uma delícia. Esta torta eu fiz com outra marca  de maionese porque queria uma textura mais firme, porém igualmente saborosa. Ela serve até para fazer esfirras, super versátil =) Agora de uma coisa eu não abro mão: a pimentinha não pode faltar, hummmm!

*Pra facilitar a vida na hora de abrir a metade da massa que você vai usar para cobrir a torta: forre um bom pedaço de uma bancada com papel filme. Disponha a bolinha de massa no meio e cubra com outro pedaço de papel filme. Usando um rolo ou uma garrafa, abra a massa no tamanho desejado. Retire o papel filme de cima e despreze. Utilize o papel filme que está por baixo da massa para retirá-la com cuidado da bancada e virar sobre a torta. Resultado: sujeira zero, não é uma beleza? =)