Sardinha escabeche e a super mulher que eu não sou


Se eu quisesse me definir nesse momento, seria mais ou menos assim: 35% enjôo + 30% fome + 35% sono. Ah o sono… Não existe sono mais gostoso que o de grávida. Mas aí vem aquela vozinha irritante: “não se entrega, Juliana, gravidez não é doença, você tem que fazer isso e aquilo outro, e mais aquilo…”

Ok, a gente vai administrando as paranoias, cozinhando enjoada mesmo, dando um cochilo sempre que dá, mas poxa, gripe já é golpe baixo. Gripe é covardia. Gripe não pode, gente. Mas ela veio e se instalou, me entupiu toda e não posso mais fingir que sou uma super mulher. Aceitei, resignada, que tudo que preciso nesse momento é ficar quieta e me recuperar. Então vou tirar essa semaninha de “férias”, viu gente.

Só que não vim de mão abanando não, calaro que tinha que deixar uma receitinha, que inclusive, tá rolando toda semana aqui em casa: sardinha escabeche. Ou simplificando: é aquela sardinha em conserva, da latinha sabe? Só que feita em casa, e muito mais gostosa.

A sardinha é um dos peixes mais baratos que existem, e é riquíssima em nutrientes. Não dá trabalho nenhum de preparar e pode ser feita na pressão, ou na panela comum. Você só vai precisar de:

  • 1kg de sardinha fresca limpa, sem rabo e cabeça
  • 4 tomates
  • 2 cebolas
  • Coentro ou salsa à gosto
  • 2 dentes de alho
  • Sal à gosto
  • 1 xícara de vinagre
  • 1/2 xícara de azeite/óleo
  • 1 folha de louro
  1. Abra as sardinhas e pique os tomates e cebolas em rodelas
  2. Você vai montar camadas na seguinte sequência: tomate, cebola, sardinha (com a pele para baixo), coentro, alho, regue com azeite e vinagre, sal à gosto e recomece a sequência até terminar (na minha panela de pressão rende 3 camadas)
  3. Acrescente a folha de louro, tampe a panela de pressão e leve ao fogo alto, assim que começar o barulhinho é só baixar o fogo e contar 20 minutos. Apague o fogo e deixe a panela esfriar completamente antes de abrir
  4. Vire o conteúdo de uma vez em um refratário e mantenha guardado na geladeira (no outro dia ela fica melhor ainda)

Caso prefira preparar na panela comum, o tempo aproximado é de 1 hora no fogo baixo, com a panela tampadinha. Não é preciso colocar água, pois o peixe e os temperos soltam água suficiente!

Pra comer no pão, afe, que delícia. E a espinha fica molhinha, molhinha, igual a da latinha.

Quando comentei no facebook que estava preparando esta receita, uma leitora disse que serve junto com polenta, e sinceramente, não imagino acompanhamento melhor =)

Agora dá licença, gente, vou ali tomar um chá de alho pra mandar essa gripe embora duma vez :*