Cozinhe uma vez por mês – Parte 2


Para conferir o outro post cozinhe uma vez por mês parte 1 veja aqui

Fiquei surpresa com a quantidade de gente interessada neste assunto!!! Então vamos lá =)

Em primeiro lugar, preciso avisar: se você faz questão de comida fresquinha e acha que nada se compara a uma comidinha feita na hora, você tem razão! Não se compara mesmo! Nem todo mundo está disposto a abrir mão de comer uma refeição recém-preparada em nome da praticidade, e cada um sabe o que é prioridade na sua vida, não é mesmo? Então talvez este estilo de se alimentar não seja pra você, e tudo ok com isso!!!

Mas pra quem ficou interessado e quer pelo menos fazer um teste, outro aviso: o primeiro mês é de aprendizado total, de testar receitas, quantidades, então entre nesta com o coração disposto a aprender com os erros e já avaliando o que será feito diferente nos próximos meses, se você achar que vale a pena continuar.

Tenha em mente sempre o seguinte: o mesmo trabalho que você tem para preparar 1 kg de carne, você tem para preparar 4kg (só vai precisar de uma panela maior, claro). Então não é taaaanto trabalho quanto a gente imagina. Só precisa de planejamento e organização. 

Outra coisa importante: não é toda comida que funciona bem com o congelamento. Frango grelhado, por exemplo, já não é muito gostoso feito na hora, depois de congelado então… kkkkk. Já as carnes que possuem molho, por outro lado, ficam mais saborosas depois de apurar por um tempo no freezer – pelo menos eu acho. Então depende muito de cada família, de onde você mora, das suas habilidades culinárias, mas como pediram muito que o post tivesse sugestão de cardápio, vou dizer o que venho preparando aqui em casa:

Dicas do que funciona no meu cozinhe uma vez por mês:

  • Carne guizada – Preparo 3 kg de carne guizada, que rendem em média 4 a 5 refeições para nós. Eu sempre aproveito o restinho da carne para preparar uma sopa, que vira o jantar do mesmo dia ou do dia seguinte, usando o kit sopa. Tem receita da carne aqui.
  • Galinha guizada – 2 frangos inteiros rendem 6 refeições pra nós, e também aproveito para prepara uma canja com as sobras, usando também o kit sopa.
  • Frango xadrez – Preparo 2 kg de filé de frango com bastante legumes: brócolis, cenoura, pimentão vermelho e amarelo, repolho… Além de fazer render, é uma forma de deixar a refeição mais nutritiva. Aqui rendem 4 porções.
  • Lasanha – Também preparo 4 de tamanho médio e é geralmente uma refeição de sábado ou domingo. Minha amiga me ensinou a montar a lasanha sem cozinhar a massa (a massa comum mesmo, não precisa ser a pré-cozida) pois ela cozinha perfeitamente no molho na hora de assar. Isso facilita tanto!!! Praticamente o trabalho é preparar os molhos, montar as camadas e congelar.
  • Coxa e sobrecoxa de frango – Aqui compramos 6 kg de coxa e sobrecoxa. Assim que chega do supermercado, eu retiro da embalagem e passo para um saco de congelamento, onde já coloco também o tempero (tempero 3 apenas com um pouco de vinagre, sal e pimenta, e 3 com uma mistura de mostarda, mel, shoyo e azeite, só pra variar). Um dia antes de preparar eu coloco na parte de baixo da geladeira, e à medida que os pedaços vão descongelando, já vão “pegando o tempero”. Duas horas antes do almoço eu coloco pra assar em forno baixo com papel alumínio, e faltando 20 minutos pro almoço eu retiro o papel alumínio e aumento a temperatura apenas para dourar. Nesta hora aproveito pra colocar alguma coisa pra assar junto na assadeira: pedaços de maçã, cebola, ou algum legume. 
  • Linguiça toscana – Taí uma proteína que é muito prática pois já está prontíssima pra ir ao forno. Nós compramos um pacote de 3kg e eu separo em sacos de congelamento, rende exatas 3 refeições. Descongelo na geladeira, passo para um refratário e vai pro forno.
  • Feijoada – Eu chamo de feijoada, mas na verdade eu cozinho 1 kg de feijão preto com bastante linguiça calabresa e alguma carne (garantindo a proteína) que rende 4 a 5 refeições e geralmente é um almoço de sábado que os meninos amam, junto com arroz e farofa.
  • Feijão – O feijão do dia a dia também cozinho logo 1 kg de uma vez e vou descongelando à medida da necessidade. Não comemos feijão todos os dias, então 1 kg às vezes dura o mês inteiro.
  • O pão de melaço que já postei a receita aqui não pode faltar no freezer. Preparo uma receita, corto em fatias e congelo, geralmente dura uma semana de café da manhã do marido. Na hora de comer é só tostar um pouco na air fryer.
  • Outro pão que temos gostado é o pão rústico, congelo também em fatias e faço bruschetas pro jantar quando estou muito cansada. É uma mão na roda. Receita aqui.
  • O pão de queijo que Cami me ensinou também preparo 2 ou 3 receitas e congelo as bolinhas, na hora do lanche dos meninos é só assar no forno ou na air fryer. Receita aqui.
  • Kit sopa – Eu descasco, corto em cubinhos e cozinho no vapor 1 kg de cenoura, 1 kg de vagem e 2 chuchus. Depois de frios, congelo essa mistura em porções e quando vou aproveitar o resto de carne, galinha guisada ou feijão para fazer uma sopa, eu jogo na panela e a sopa fica pronta rapidinho.
  • Salada de legumes – Brócolis, cenoura e couve-flor cozidos no vapor. Não deu tempo de fazer salada, tudo bem, já tenho legumes prontinhos pra descongelar e ir pra mesa.
  • Salada de repolho e cenoura – Esta saladinha é uma delícia, e tê-la pronta assim é muito prático: eu fatio 1 repolho inteiro e ralo 1 kg de cenoura no processador, depois separo porções e congelo. Depois é só retirar do freezer e colocar na panela, refogando no azeite com temperinhos e minha pasta pronta de alho e cebola, é uma salada refogada deliciosa.
  • Cenoura ralada também sempre congelo em saquinhos e vai pro arroz ou para o molho de tomate caseiro (receita aqui).
  • Gelo verde – Espinafre e couve são folhas muito perecíveis e um jeito ótimo de conservá-las é fazendo o gelo verde que ficou famoso por causa do suco verde mas aqui em casa eu uso em tudo: no arroz, no feijão, na sopa, em tudo mesmo. É bom ter para adicionar nutrientes às refeições e evitar o desperdício destes alimentos.
  • O arroz e o macarrão eu não costumo congelar, o preparo é tão rápido que deixo pra fazer na hora, ou uma quantidade que mantendo na geladeira renda 2 ou 3 dias. 
  • As frutas, folhas e vegetais frescos eu faço a higienização e preparo a salada na hora da refeição super rapidinho.

De fato, nossas idas a supermercados, açougue e feira praticamente reduziram a zero, e comprando em grande quantidade do atacadista tudo sai muito mais em conta. Então com tudo isso pronto e organizado eu vou revezando os pratos pra não ficar muito repetitivo, e como são pratos que a família gosta, dificilmente alguém reclama. Em um dia ou dois eu faço todos os pratos principais, e as demais coisas (legumes, pães, kit sopa) eu vou fazendo devagar quando tenho um tempinho. E como eu amo cozinhar, aproveito o tempo livre agora pra testar uma ou outra receita nova, fazer um bolinho, hummm!!! aquele fluxo diário de preparação/arrumação da cozinha, dá até gosto preparar uma comidinha especial pro jantar de sexta, ou pro café da manhã do domingo, por exemplo.

Pra quem precisa de ideias, olha só que legal esta sugestão de cardápio pra uma semana da Cozinha Bach:

Espero que tenha ajudado =) Digam mais coisas pra eu saber o que escrever no próximo post!